Foz Torto

Foz Torto é um sonho tornado realidade



No ano 2000, Abílio Tavares da Silva decidiu mudar de vida. Vendeu as empresas que detinha em Lisboa e rumou com a família até ao Douro, à procura de um local que lhe permitisse produzir vinhos na mais antiga região demarcada e regulamentada do mundo.

Encontrou o sítio ideal depois de uma longa procura: uma propriedade com 14 hectares em pleno coração da região vinhateira, com vistas fantásticas e uma exposição privilegiada para a produção de vinhos: sul e poente. Seguindo um detalhado projeto de reconstrução, o produtor manteve três hectares de vinhas velhas plantadas em socalcos e replantou cerca de 80 por cento da propriedade com castas tradicionais durienses (Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinta Roriz, Tinto Cão, Tinta Barroca...). Toda a reabilitação da propriedade - surriba, rega, drenagem, fertirrigação e estação meteorológica - obedeceu às mais modernas tecnologias e conhecimentos disponíveis em cada área, aliando inovação ao respeito pela tradição.

A par da recuperação da quinta foi reconstruída uma velha adega no centro do Pinhão. O projeto, da autoria do arquiteto Paulo Gomes, deu vida nova a uma adega tradicional em avançado estado de degradação. Com uma intervenção contemporânea, que respeita a traça e os materiais tradicionais, o edifício é também espaço de receção de visitantes.
Na Quinta, a cerca de um quilómetro da adega, Abílio Tavares da Silva prepara a reconstrução da velha ruína da propriedade, centro do futuro projeto de enoturismo de Foz Torto.

Foz Torto


by fullscreen © 2019 alltodouro . Todos os direitos reservados